Descrição das Raças

Ir em baixo

Descrição das Raças

Mensagem por Mestre em Sab 11 Jun - 13:45

Descrição das Raças:


Segue abaixo um breve comentário sobre as sete raças predominantes. Vale lembrar que nenhuma é melhor ou pior do que outra apenas cada uma tem características próprias. Ainda vale ressaltar que hoje em dia há poucas famílias que pertençam a uma mesma raça, na verdade é mais comum ser mestiço do que ser elfo ou golfo por exemplo.

1. Humanos=
Os humanos são a maioria na Terra e dominam grande parte do plano exterior dos seres e ditam as regras na sociedade. Com sua inteligência descobriram muitas coisas tais como: as artes de um modo geral, matemática, astronomia, biologia, e tantas outras áreas. A maioria dos humanos prefere acreditar no plano físico que no plano espiritual, apenas os magos acreditam na força da alma.

Os humanos se dividem em Humanos Comuns (que não possuem poderes mágicos e raramente tem outros dons por não terem desenvolvido por completo todas as áreas do cérebro), Magos ou Bruxos (que possuem poderes mágicos, foram considerados loucos pelos outros humanos e banidos de sua sociedade sendo perseguidos e obrigados a se esconder por muitos anos), Anões (que são pequenos humanos, de cordialidade e cavalheirismo admiráveis, não possuem a magia no sangue, mas são extremamente fortes e dominam o elemento terra), Gigantes (que são o oposto dos anões, tanto no corpo quanto na alma, preferem viver exilados do resto do mundo e não são nada gentis) e Mestiços (que são, basicamente, as misturas das sub-raças citadas anteriormente).
Humanos costumam ser curiosos, astutos, ambiciosos e idealizadores, tem conhecimento, mas são muito avarentos.

2. Vampiros=
São muito parecidos com os humanos, a não ser pela pele pálida e o fato de não poderem expor-se ao sol, preferindo lugares sombrios e a noite. Raramente são versados em magia, mas podem ter outros dons.

Há três sub-raças principais entre os vampiros, que são definidas pela forma em que se torna um vampiro: os Vampiros Puros (que em alguma época de sua vida foram transformados e tem pele pálida, fria e muito sensível ao sol), Dumpeal (que são filhos de vampiros com humanos ou com outras raças, não são vampiros completos não tendo sensibilidade ao sol e podem se alimentar de outras coisas além do sangue) e Meio-Vampiros (que, por algum motivo, não completaram a transformação, adquirindo os hábitos e algumas características dos vampiros, mas não a aparência deles).

Segundo a lenda, são seres noturnos, diabólicos, que sugam o sangue das pessoas, podem controlar animais daninhos e noturnos, desaparecer numa névoa e possuem um poder de sedução muito forte. Têm alma de predador, são espíritos malignos que agem como sanguessugas roubando a vida de outros seres – Embora, essa definição seja um tanto forte para a realidade atual.

Como característica de marcante dos Vampiros podemos citar a criatividade, a cordialidade, a elegância, a frieza e uma estranha predisposição a torturar os outros.

3. Lobisomens=
São homens que possuem o gene causador da licantropia que faz com que se transformem em lobos. Na maioria das vezes não podem controlar a mudança que ocorre em toda lua cheia. Há várias formas de se adquirir esse gene, mas mais comum é ser mordido ou entrar em contato com o sangue de uma pessoa contaminada. Ao contrario dos vampiros, os lobisomens são os seres mais próximos da vida, mas ambos são descriminados por não poderem se controlarem.

Há três tipos de mutação desse gene: os chamados Lobos são homens com a licantropia (não nasceram com o gene, mas o adquiriram ao longo da vida), Guarás (ou em algumas regiões Peeira) são mulheres com gene do lobo (embora sejam raros os casos desse gene em mulheres, essas não se transformam em lobos, mas seus sentidos se tornam tão fortes quanto e são as guardiãs do segredo dos lobisomens) e Licãos são filhos de pessoas com Gene do Lobo (se forem homens adquirem a habilidade de lobisomens com a vantagem de se transformam quando desejam).

Nas lendas, trata-se sempre da crença na metamorfose humana em lobo, por um castigo divino ou porque as palavras dos batizados eram outras.
Lobisomens são em sua grande maioria leais, sinceros, objetivos, cavalheiros, gulosos e tem muito medo de não alcançarem o que querem.

4. Elfos=
São criaturas milenares com habilidades incríveis. Viveram há séculos atrás entre os humanos, mas, devido aos seus dons chamarem muita atenção, foram considerados ameaças a Terra e, depois de serem quase extintos, os que restaram se viram obrigados a se esconder. Em geral são lindos e muito atraentes, com pele macia e cabelos longos. Não há formas de se tornar um Elfo, você apenas nasce um. A sabedoria élfica é algo de se admirar, pois eles, além de serem ótimos videntes, são verdadeiros conhecedores da natureza e do plano espiritual e sua magia é capaz de levar a Maomé quantas montanhas ele desejar, por assim dizer. Mas não é só de conhecimento que vive um elfo, pois ninguém maneja um arco e flecha como um deles.

Os Meio-Elfos são filhos de Elfos com outros seres. Não herdam a magia élfica, mas são tão bonitos quanto um.

Nas lendas nórticas, os Elfos não têm tanta participação na história do mundo e são sempre descritos tomando partido dos Deuses. O que não ocorre na galáxia onde raramente essas duas raças entram em acordo, seja pela vaidade dos filhos de Zeus ou pelo senso de heroísmo dos herdeiros de Legolás.

As características mais visíveis dos Elfos são a sabedoria, a igualdade, a alegria e o heroísmo, também são sonhadores e preguiçosos.

5. Gheberns=
São criaturas parecidas com Elfos ou deuses da floresta. Altos, esbeltos e fortes, habitam bosques, florestas e parques e são muito cuidadosos com a natureza. A característica mais forte num Ghebern é o olhar intenso, aliás, é pelo olhar que podemos diferenciá-lo de um elfo, e é exatamente por isso, nunca de se deve mentir na frente de um deles, pois saberão que está faltando com a verdade. Como os Elfos, têm uma grande sabedoria e um enorme conhecimento dos seres vivos. Existe muito de um elfo em um Ghebern, mas o que os diferencia (além do que foi dito anteriormente) é que Gheberns têm a pele mais bronzeada e não costumam “engolir sapos”.

Há três sub-raças de Gheberns: Vates (que são adivinhos ou poetas que vivem para cantar a história), Amazonas (que são mulheres descendentes de Ninfas e Musas da floresta) e Esfignos (que são centauros, faunos, sátiros e outras criaturas compostas dotadas de inteligência humana ou divina).

Diz a lenda, que eles são como os bardos da antiguidade, profetas contadores de histórias. Através da música e da poesia encantam à todos cantando a vida, os feitos heróicos e as lendas do lugar em que estão.

Gheberns são sempre ousados, corajosos, impulsivos, irados, mas também tem muita musicalidade e são ótimos companheiros.

6. Golfos=
São os protetores do mar e exímios controladores dos elementos água e terra. há dois tipos de golfos: os comuns, que não tem nenhuma habilidade extraordinária, as sereias, que são mulheres com um canto sedutor, e os espiritualistas, que são muito raros e podem retirar as almas de fortes adversários que julgam ter grande força, coragem, determinação e resistência. Os Golfos não costumam se meter em brigas da galáxia e se preocupam em cuidar apenas do seu território e em não deixar que as leis do universo interfiram nas leis da raça. Embora tenham que estar na água (ou em contato com ela), podem emergir a terra, o que causa uma modificação na sua aparência para poder se adaptar ao chão e ao oxigênio (ocorre uma perda de escamas e da cauda, mas a pele esverdeada permanece).

Há apenas uma forma de se transformar em um Golfo, adaptação. Ou seja, seres com predisposição à controladores da água têm mais chances de se adequarem ao ambiente aquático e, assim, sofrerem a mutação naturalmente do que outros seres.
Dizem as lendas, que os golfos protegem um grande segredo que se revelado abalaria as estruturas não só de Sorcery’s, mas também da Terra. O segredo dos Golfos,como alguns especulam, diz respeito ao povo do qual a maioria de nós sorceryanos somos descendentes. Outros muitos corajosos se aventuram a dizer que o povo da água sabe da profecia dos reis e se nega a esclarecer o que é verdade e o que é lenda.

Golfos têm como características o amor, a inteligência, o sangue frio e a inveja, também são muito unidos entre si, mas egoístas com os outros.

7. Deuses=
Elevados uma categoria acima do restante da população no que diz respeito à proximidade com divino supremo, os deuses não têm nada de santos, muito pelo contrario, são ciumentos, não perdoam e praticam os sete pecados como ninguém. Às vezes parecem mais humanos e mortais que os próprios magos.

Quanto a sua origem, podemos dizer que existem três tipos de deuses, os Primordiais que são o início de tudo e representar elementos naturais, astros entre outros (hoje é rara a presença de deuses dessa classe devido às guerras do passado), os Olímpicos que idealizam sentimentos, seres da natureza ou artefatos e os Heróicos que são filhos dos anteriores e não representam nenhum sentimento ou entidade específicos.

Nas lendas antigas, eram atribuídos aos deuses tudo aquilo que não poderia ser explicado racionalmente pela ciência e lhes era conferido também a responsabilidade pelo passado, presente e futuro ou pelo destino de todos os seres vivos e mortos. Além de serem o centro do universo, a sabedoria plena e completa pertencia aos deuses. Hoje em dia, nem a responsabilidade e nem a sabedoria são mais atribuídas a eles.

As características mais marcantes dos Deuses são a força, a excentricidade, a Independência e a sede de poder, além de serem vingativos e muito vaidosos.

avatar
Mestre
Administrador
Administrador

Mensagens : 145
Data de inscrição : 23/02/2010
Idade : 8
Localização : Algum lugar em Sorcery

Perfil do Personagem
Raça: Deus Mitológico
Escola: EEUS- Escola Estelar Universo Sorcery's
Arma:

http://universosorcery-rpg.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum